Carlinhos Brown recebendo a sua Carteira de Músico Profissional.

O Presidente Guilherme Akira (OMBBAHIA), teve a honra de entregar em mãos a carteira de músico profissional ao Mestre Carlinhos Brown.

CARLINHOS BROWN
Um artista inquieto. É assim que Antônio Carlos Santos de Feitas, ou simplesmente Carlinhos Brown, pode ser considerado. Nascido em 1962, no bairro do Candeal Pequeno, em Salvador-Ba, Brown é visto como um dos artistas mais criativos e inovadores do atual cenário da música brasileira. Com múltiplas facetas, Brown se destaca como cantor, músico, produtor, compositor, arranjador, agitador cultural e jurado dos programas da RedeGlobo The Voice e The Voice Kids.
Além da música, Carlinhos Brown tem se dedicado a desenvolver a sensibilidade nas artes visuais. Há pouco mais de cinco anos, Brown busca se expressar através de produção de telas. Já expôs suas pinturas no foyer do Teatro Castro Alves e foyer do Jornal A Tarde, ambas em Salvador. Sua primeira exposição oficial, “O Olhar Que Ouve”, já foi apresentada na Caixa Cultura de Brasília e também no Palácio do Planalto, com a presença da ministra da cultura da época, Marta Suplicy, e da presidente da república Dilma Rousseff. Mas o que o projetou internacionalmente foi mesmo a percussão, que tem lugar especial no intrincado mosaico de aptidões naturais do artista. A partir dos ensinamentos de Mestre Pintado, Brown parte para a sua profissionalização. Passou pelos estúdios WR, onde aprendeu técnicas de gravação e participou da banda Acordes Verdes, de Luiz Caldas, que projetou a música baiana para o Brasil. Ainda nos anos 80, Brown passou a integrar, como percussionista, a banda de Caetano Veloso, durante a turnê “Estrangeiro”. E foi através da voz do artista santoamarense que Carlinhos teve a sua primeira composição conhecida nacionalmente, a “Meia Lua Inteira”, que trazia uma sonoridade inspirada nas rodas de capoeira e integrou a trilha sonora de “Tieta”, novela de grande sucesso da Rede Globo.
No final dos anos 80, Brown deu início a um dos projetos mais bem-sucedidos da sua carreira. Redescobrindo e, ao mesmo tempo, reinventando a sonoridade do timbau, ele reuniu dezenas de percussionistas e fundou a Timbalada, que conta hoje com Denny no vocal. Carlinhos Brown se destaca ainda pela quantidade de composições de sua autoria que fizeram sucesso. Algumas ficaram conhecidas na voz de grandes artistas da música brasileira e outras foram gravadas por ele em seus discos. Grandes artistas da Música Popular Brasileira registraram em seus álbuns canções compostas por ele, como Maria Bethânia, Gal Costa, Caetano Veloso, Marisa Monte, Nando Reis, Cássia Eller, Herbert Vianna e mesmo a banda de heavy metal Sepultura são alguns dos que contam com composições de Brown
em seus trabalhos. Ao todo, Brown lançou 15 álbuns: Alfagamabetizado (1996), Omelete Man (1998), Bahia do Mundo, Mito e Verdade (2001), Tribalistas (2002), Carlinhos Brown é Carlito Marrón (2003), O Milagre do Candeal (2003), Candyall Beat (2004), A Gente Ainda Não Sonhou (2007), CANDOMBLESS [2010], ADOBRÓ (2010), DIMINUTO (2010), Mixturada Brasileira (2012), Marabô (2014), VIBRAAASIL Beats Celebration (2014), Sarau du brown – Ritual Beat System (2015) e ARTEFIREACCUA – Incinerando Inferno (2016).
Composições para o cinema
As canções de Carlinhos Brown também alcançaram o cinema. Em 2011, o artista assinou a trilha sonora da animação infantil “Rio”, da Fox Filmes, e chegou a ser indicado ao Oscar de Melhor Canção Original com a canção “Real in Rio”, uma obra em parceria com Sergio Mendes. No longa-metragem, Carlinhos trabalha ao lado de grandes nomes como Sérgio Mendes, com direção musical de John Powell. O filme do diretor brasileiro Carlos Saldanha teve também sua segunda edição, “Rio 2”,que contou com mais seis composições de Brown. Outros longas-metragens nacionais e internacionais contaram com músicas compostas por Brown, como
“Capitães de Areia” (2011), “Dona Flor e Seus Dois Maridos” (2003), “O Casamento de Louise” (2002), “Velozes e Furiosos 2” (2002), “Xuxa e os Duendes” (2001), “Ó Paí, Ó” (2007), “O Casamento de Romeu e Julieta” (2005), “Navalha na Carne” (1997), “Pulse – A Stomp Odyssey” (2002), “Dance With Me” (1998) e “Cidade Baixa” (2005).
SOCIAL
A relação de Carlinhos Brown com a música sempre o aproximou muito das questões sociais. Todos os grupos criados pelo músico sempre tiverem em sua formação crianças e jovens carentes de Salvador, principalmente do Candeal Pequeno. No bairro, Carlinhos implantou o projeto “Tá Rebocado”, de urbanização e saneamento do bairro, que recebeu, em 2002, o Certificado de Melhores Práticas do Programa de Assentamentos Humanos das Nações Unidas/UN-Habitat. Em 1994, Brown fundou, no bairro do Candeal, a Associação Pracatum Ação Social. Os projetos têm como parceiros diversas entidades importantes, como os Ministérios da Educação e do Trabalho e a UNESCO. CARREIRA INTERNACIONAL
Desde os tempos da Timbalada, Carlinhos Brown é figura constante em shows e turnês pela Europa. Com o lançamento dos primeiros CDs, veio a solidificação da sua carreira solo. Atualmente, Brown é um dos artistas mais populares e respeitados em todo o mundo, com destaque especial na Europa, na Espanha, França, Itália e Alemanha. O auge da sua repercussão internacional, no entanto, ocorreu entre os anos de 2004 e 2005, quando realizou carnavais com seu trio elétrico pelas ruas de cidades da Espanha, chegando a reunir mais de 1 milhão de pessoas em Madri, em 2005. De lá para cá, Brown faz anualmente turnês pela Europa, em inúmeros países e cidades. Já tendo realizado o primeiro carnaval das Ilhas Canárias, em fevereiro de 2008 e participado da primeira edição do Rock in Rio, em Madri, também em 2008.
PRÊMIOS, INDICAÇÕES E HOMENAGENS
2014
 Comenda do Mérito Cultural, na categoria Júnior
 Medalha do Mérito do Ministério Público
 31st Isme World Conference, em Porto Alegre
2013
 Premiado com o Lifetime Achievement Award, no Brazilian International
Prees Awards, nos EUA
2012
 Indicado ao Oscar 2012 na categoria Melhor Canção Original com “Real in Rio”, do filme Rio, de Carlos Saldanha
 Indicado ao Annie Awards 2012 na categoria Melhor Trilha Sonora pelas
composições no filme Rio, de Carlos Saldanha
 Premiado pela Associação dos Correspondentes da Imprensa Estrangeira no Brasil pela trilha sonora de “Capitães de Areia”
 Indicado ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro na categoria Melhor Trilha Sonora pelo filme “Capitães de Areia”, de Cecília Amado
 Escolhido como um dos Embaixadores da Cidade de Salvador para a Copa do Mundo
 Convidado especial da International Arts Education Weeks – Unesco – Paris 2011
 Indicado ao Grammy Latino nas categorias gerais de melhor álbum de
cantor-compositor e melhor engenharia de gravação, ambas com o álbum
“Diminuto” 2008
 Troféu Axé de Turismo – Bahiatursa – Artista que mais divulgou a Bahia
internacionalmente durante o ano
2007
 Prêmio 12 Meses 12 Causas Telecinco (Espanha) – Melhor Trajetória Solidária

  • Carlinhos Brown
     8º Grammy Latino – Indicação por Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasil –
    “A Gente Ainda Não Sonhou”
     Troféu Castro Alves – Melhores do Carnaval 2007 – Carlinhos Brown
     Prêmio Caixa Econômica Federal – Trabalho Social – Carlinhos Brown
    2006
     Troféu Dodô & Osmar – Prêmio Especial: Carnanegócio – Destaque
    Empresarial
     7º Grammy Latino (EUA) – Melhor Música Pop – “O Bonde do Dom”
    2005
     Prêmio Goya (Academia de las Artes y Ciencias Cinematograficas de España)
  • Melhor Canção Original (“Zambie Mameto”) – no filme El Milagro de Candeal –
    Carlinhos Brown
    2004
     Medalha Tomé de Souza (Câmara Municipal de Salvador) – pela contribuição
    à cultura musical da Bahia e do Brasil – Carlinhos Brown
     Ordem do Mérito Cultural (Ministério da Cultura) – pelos serviços prestados à
    cultura brasileira – Associação Pracatum Ação Social
     Nomeado “Mensageiro da Verdade” – ONU-Habitat/Fórum Urbano Mundial –
    Carlinhos Brown
     5º Grammy Latino (EUA) – Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro –
    “Carlito Marrón”
     Disco de Ouro – BMG Spain – “Carlito Marrón”
     Troféu Dodô e Osmar – Melhor Música Carnaval 2004 – “Maimbê Dandá”
    2003
     Prêmio de Cooperación Internacional Caja Granada – Por seu trabalho social
    – Carlinhos Brown
     Prêmio Amigo (Espanha) – Artista Revelação Latino – Carlinhos Brown
     Prêmio Amigo (Espanha) – Melhor Álbum Latino – “Tribalistas”
     Prince Claus Awards (Holanda) – Por seu trabalho artístico e social –
    Carlinhos Brown
     Prêmio Ondas (Espanha) – Melhor Artista ou Grupo Latino – “Tribalistas”
     4º Grammy Latino (EUA) – Melhor Álbum Pop Contemporâneo Brasileiro –
    “Tribalistas”
     FestivalBar (Itália) – Melhor Artista Internacional – “Tribalistas”
     Disco de Platina – Emi Music Brasil – “Tribalistas”
     Disco Triplo de Platina – Virgin Music Italy – “Tribalistas”
     Prêmio Austregésilo de Athayde – Melhor CD – “Tribalistas”
     Prêmio Multishow – Melhor CD, Melhor DVD Musical, Melhor Música (“Já Sei
    Namorar”) – “Tribalistas”
     Prêmio TIM – Melhor Grupo – “Tribalistas”
     XII Troféu Dodô e Osmar – Melhor Música do Carnaval 2003 – “Dandalunda”
    2002
     Prêmio Unesco – Categoria Juventude, pelo trabalho da Associação
    Pracatum Ação Social
     Prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) – Categoria Melhor
    Disco – “Tribalistas”
     Certificado de “Best Practice” (Melhores Práticas) do Programa de
    Assentamentos Humanos das Nações Unidas/UN-Habitat, conferido ao programa de
    urbanização e habitação Tá Rebocado, da Associação Pracatum Ação Social
    2000
     2º Grammy Latino – Indicação por Melhor Canção Brasileira – “Amor I Love
    You”
    1999
     Prêmio CNN-TIME – Líderes Latinoamericanos para el Nuevo Milenio –
    Carlinhos Brown
    1998
     Prêmio Multishow – Melhor Instrumentista – Carlinhos Brown
    1997
     Prêmio Multishow – Melhor Cantor – Carlinhos Brown
     Disco de Ouro – Emi Music Brasil – “Alfagamabetizado”
    1996
     Trophée RFI/SACEM
     Prêmio Sharp de Música – Categoria Regional – CD “Mineral” Timbalada
    1993
     Revista Billboard / Melhor CD da América Latina – CD “Timbalada”
    1985
     Troféu Caymmi – por ter 26 músicas sendo tocadas nas rádios
    DISCOGRAFIA
    Com uma discografia rica e compositor de mais de 600 canções, o baiano lançou 15
    álbuns no total.
    Álbuns e DVDs Solo
    2017 – SEMELHANTES
    2016 – ARTEFIREACCUA – Incinerando o Inferno
    2014 – Sarau Du Brown – Ritual Beat System
    2014 – VIBRAAASIL Beat Celebration
    2014 – Marabô
    2012 – “Mixturada Brasileira”
    2010 – “Diminuto” e “Adobró”
    2007 – “A Gente Ainda Não Sonhou”
    2007 – DVD “Carlinhos Brown Ao Vivo no Festival de Verão Salvador 2006”
    2005 – Candombless
    2004 – Candyall Beat
    2004 – DVD “Inside Carlito Marrón”
    2004 – O Milagre do Candeal
    2003 – “Carlito Marrón”
    2001 – “Bahia do Mundo – Mito e Verdade”
    1998 – “Omelete Man”
    1996 – “Alfagamabetizado”
    Trabalhos Coletivos
    2017 – “Tribalistas” – Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte
    2002 – “Tribalistas” – Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte
    1995 – “Brasileiro” – Sérgio Mendes – cinco das 12 faixas do CD são composições de
    1992 – “Bahia Black – Ritual Beating System” – Vários artistas com produção de Bill

Sobre o autor

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *